Qual a melhor forma de se comprar um imóvel? - Apex Engenharia

Comprar um imóvel é uma das mais importantes decisões que temos de tomar na vida. Por ser um bem que custa caro, é necessário fazer um bom planejamento para evitar dívidas. Uma das maiores dúvidas das pessoas que estão prestes a adquirir uma casa própria é: devo fazer consórcio ou optar por um financiamento de imóveis? As duas opções têm vantagens e desvantagens, por isso a pessoa deve ver qual delas se adapta melhor à sua realidade.
Neste post vamos explicar um pouco mais sobre cada uma dessas formas de negócio, para que você entenda qual é a melhor opção para o seu caso.
O que é consórcio?
No consórcio, um grupo de pessoas se junta, por meio de uma administradora de consórcio, e forma uma espécie de poupança coletiva. Cada associado contribui com um valor mensal para a compra do bem, e a administradora realiza sorteios periódicos para que as pessoas possam fazer a compra. Se você não for contemplado, é possível fazer um lance para acessar o valor ou é preciso esperar até o fim do processo que pode levar anos.
É importante ressaltar que, mesmo sendo sorteado, deve-se continuar pagando as parcelas do consórcio e que também fica por sua conta a eventual elevação do preço do imóvel em questão. Além disso, é possível desistir durante o processo, porém o consorciado tem de esperar até o final para receber apenas parte do valor, já que os desistentes devem pagar uma multa à administradora.
O que é financiamento?
O financiamento de imóveis é uma modalidade indicada para aquelas pessoas que querem se mudar para o seu novo lar no ato da compra. É necessário apresentar a documentação requisitada pelo banco que fará o financiamento (que pode ser total ou parcial) e fazer o pedido de crédito. Esse método, então, é basicamente um empréstimo, no qual o banco oferece uma determinada quantia de dinheiro e você o paga de volta com juros.
Os bancos trabalham com duas tabelas de financiamento: a Price e a SAC. A Price tem prestações iguais do início ao fim, e a SAC apresenta prestações decrescentes. Cada instituição oferece uma tabela diferente e condições distintas também, por isso é importante pesquisar bem antes de escolher com que banco será feito o financiamento. Nesta modalidade ainda é possível contar com o auxílio do subsídio do governo para complementar o valor do financiamento. O Valor deste subsídio pode chegar até R$27.500 e irá variar de acordo com os valores do imóvel escolhido e a renda de cada um.
A principal vantagem do financiamento é que, optando por ele, você pode comprar o imóvel imediatamente, não precisando esperar, como ocorre no consórcio. Outro benefício é que você pode vender o imóvel mesmo sem ter quitado o pagamento.
Qual é a melhor opção?
Escolher uma dessas modalidades depende muito do perfil do comprador. Em geral, o consórcio além de demorar mais para que o comprador adquira o imóvel, podem ocorrer variações no preço final do bem. Optar pelo financiamento de imóveis pode ser mais interessante, já que a diferença dos preços não é tão gritante.
Uma dica interessante é utilizar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para financiar, pois com ele é possível amortizar o valor devido ao banco. Se você quer se mudar logo e não pode adquirir o imóvel à vista, o financiamento é a melhor escolha!
Antes de optar, não se esqueça de pesquisar bem e entender todas as possibilidades, afinal, essa é uma decisão muito importante.

No Comments

Deixe um comentário

Follow Follow Follow