Dicas para não errar na escolha do tapete - Apex Engenharia

O começo de ano é uma boa época para mudanças, sejam elas no âmbito pessoal, profissional, ou até mesmo na decoração de casa, que ganha mais vida, praticidade e beleza no dia a dia.
Se esse é o seu caso, mas você não quer passar por uma reforma em pleno verão, a solução para dar uma nova cara aos seus ambientes pode ser mais simples do que você imagina. Alguns elementos da decoração das salas até os quartos podem ser facilmente substituídos para proporcionar conforto e aconchego. Dentre eles estão os tapetes, verdadeiros curingas na composição de ambientes. Mas como escolher o tapete ideal? Preparamos algumas dicas sobre o que precisa ser observado antes de comprá-lo. Confira.
O ambiente que ele irá compor
Antes de mais nada é preciso que você defina aonde quer que o seu tapete fique. Isso não quer dizer apenas o cômodo, mas sim o espaço que ele ocupará no ambiente. Definir essa questão é essencial, pois o local e as medidas que você dispõe vão interferir no modelo, tamanho e estilo de tapete a escolher.
O formato do tapete
Apesar de existirem modelos com formas modernas de tapete e cortes diferenciados, os mais tradicionais ainda reinam nos projetos de decoração. Os tapetes quadrados, redondos e retangulares são os mais escolhidos para compor ambientes, mas é preciso avaliar alguns pontos antes de escolher o formato.
Os tapetes funcionam como moldura e limitadores de espaço, por isso os redondos acabam sendo mais usados em ambientes maiores, e quase nunca isoladamente. Eles fazem parte de uma composição de tapetes, e geralmente dão destaque a uma peça da decoração, como uma mesa ou até mesmo um piano.
Os modelos quadrados e retangulares são mais versáteis, e por isso os mais usados na decoração. Eles podem ser usados para compor salas de estar e jantar e até mesmo quartos e closets.
O tamanho do tapete
Uma das principais dúvidas ao escolher um tapete é o seu tamanho. Ele deve ser menor ou maior do que os móveis que compõem o espaço? Na verdade, não existe regra, e o gosto pessoal acaba sendo o fator de decisão desse quesito. Quanto maior o tapete, mais elegante fica o ambiente, por isso o mais comum é que ele ultrapasse os limites ocupados pelo mobiliário. Mas muita atenção aqui: para conseguir esse efeito, o tapete não pode atrapalhar as áreas de circulação ao seu redor. Se você tem dúvidas se o tamanho escolhido vai ou não pesar no ambiente, uma dica é fazer um contorno com fita no espaço que ele ocupará. Dessa forma fica mais fácil de perceber o efeito que ele trará ao local.

A cor e estampa do tapete

Definidos o ambiente, o tipo e tamanho, a última decisão é sobre o material e a cor ou estampa dos tapetes. Uma dica primordial é sempre deixar essa escolha por último, ou seja, definir antes todos os outros elementos da decoração. Isso porque o tapete tem o papel de compor, e por isso precisa dialogar com o restante do espaço. As estampas e cores são bem-vindas, porém precisam manter um padrão no ambiente, ou seja, se a decoração possuí tons fortes, o ideal é que o tapete sejam neutro, do contrário é possível que eles sejam os elementos de cor do ambiente.

Follow Follow Follow